HOME DIOCESE CLERO SERVIÇOS DOWNLOADS CNBB STA SÉ / VATICANO CONTATO
(19) 3441-5329 | contato@diocesedelimeira.org.br     

Como realizar a Procissão das Oferendas da Celebração Eucarísica de modo Mistagógico

COMO REALIZAR A PROCISSÃO DAS OFERENDAS DA CELEBRAÇÃO 
EUCARÍSTICA DE MODO MISTAGÓGICO - Parte III

Olá amigos e amigas!

Como o tempo passa! Mais uma vez estamos aqui para que possamos refletir sobre a nossa Sagrada Liturgia.

Depois de refletirmos sobre o que a Igreja tem a dizer sobre a Procissão das oferendas na celebração Eucarística, vamos agora então refletir: COMO REALIZAR A PROCISSÃO DAS OFERENDAS DA CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA DE MODO MISTAGÓGICO. Faremos a Parte III

O QUE FICA SOBRE O ALTAR

No prefácio V da Páscoa rezamos que Cristo é “Sacerdote, altar e cordeiro”. Na carta aos Hebreus, 4, 14; e 13,10, vemos que o Cristo é o “sumo Pontífice e o Altar Vivo do Templo Celeste” (Ritual da Dedicação de Altar, 01). Portanto “Cristo, Cabeça e Mestre, é o verdadeiro altar, seus membros e discípulos também altares espirituais, em que se oferece a Deus o sacrifício de uma vida santa” (Ritual da Dedicação de Altar, 02).

O altar é, portanto o “centro de toda a liturgia eucarística” (Instrução Geral sobre o Missal Romano, 73), por isso se diz que o altar é o sinal de Cristo, ou que o “altar é Cristo” (RDA, 04).

Sobre o altar se realiza o sacrifício da cruz, sob os sinais sacramentais, ao mesmo tempo, que simboliza a mesa do Senhor, onde os fiéis são convidados a partiparem (IGMR 296).

Sobre a mesa do altar deverá ficar somente aquelas coisas que se requerem para a celebração da missa: o Evangeliário, do início da celebração até a proclamação do Evangelho; desde a apresentação das oferendas até a purificação dos vasos sagrados, o cálice com a patena, o cibório, o corporal, o purificatório (sanguinho); a pala e o missal (IGMR 306). Tudo o mais que será usado neste momento fica na credência.

Os castiçais e a cruz com a imagem do Cristo crucificado podem ser colocados sobre o altar ou perto dele (IGMR, 307; 308), desde que não impeçam os fiéis de verem aquilo que se realiza ou se coloca sobre o altar (IGMR 307). Como o missal sugere que possam ser colocados perto do altar e não sobre ele, seria melhor assim, para que pudéssemos ver somente o altar como o Cristo.

As imagens de santos nunca podem ser colocadas sobre o altar (RDA, 10; IGMR, 302).

A Liturgia Eucarística tem o seu primeiro momento do rito quando levamos as oferendas e preparamos o altar.

O altar está limpo, agora é levado para ele o corporal, o sanguinho, o cálice e o missal (IGMR 98; 139; 190). Como este serviço não é presidencial, o diácono, o acólito ou ministro leigo poderá fazê-lo. Quer dizer que agora começa uma nova fase na celebração: a liturgia eucarística. Deixamos de contemplar a função do ambão (Mesa da Palavra – Liturgia da Palavra) para começar a função do altar (Mesa do Sacramento – Liturgia Eucarística).

Até mais...

Pe. Ocimar Francatto

Conheça o Bispo
HOME
 
DIOCESE
Conselhos e Comissões
Centro Diocesano de Limeira (CDL)
 
CLERO
 
SERVIÇOS
Secretariado de Pastoral
Rádios
Links Uteis
+ Economato
 
 
CNBB
 
STA SÉ / VATICANO
 
CONTATO
© 2016 Todos os direitos reservados
Diocese de Limeira