HOME DIOCESE CLERO SERVIÇOS DOWNLOADS CNBB STA SÉ / VATICANO CONTATO
(19) 3441-5329 | contato@diocesedelimeira.org.br     

Como realizar Procissão da Comunhão da Celebração Eucarística de modo...

COMO REALIZAR A PROCISSÃO DA COMUNHÃO DA CELEBRAÇÃO 
EUCARÍSTICA DE MODO MISTAGÓGICO - Parte II

Olá amigos e amigas!

É com muita alegria que nos encontramos mais uma vez para a nossa reflexão sobre a Sagrada Liturgia.

Depois de refletirmos sobre o que a Igreja diz, em seus documentos, sobre a Procissão da comunhão na celebração Eucarística, vamos agora então refletir: COMO REALIZAR A PROCISSÃO DA COMUNHÃO DA CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA DE MODO MISTAGÓGICO. Faremos a Parte II.

O DIÁLOGO DA COMUNHÃO – Parte I

Há um diálogo muito importante quando chegamos em procissão para a comunhão. Quem dá a comunhão apresenta o pão consagrado (vinho consagrado) e diz o Corpo (e o Sangue de Cristo) e respondemos: Amém (Instrução Geral sobre o Missal Romano, 161).

Dentro de um contexto eminentemente comunitário, no Rito da Comunhão, constituído pelo Pai nosso, ósculo da paz, fração do pão, canto de procissão da comunhão, encontra-se um ato profundamente pessoal: cada fiel se aproxima de seu Senhor e confessa sua fé. Não se trata de um momento de adoração, mas de distribuição do Corpo (Sangue) do Senhor. E o nosso “Amém” confirma o que estamos recebendo. O “Amém” significa: é isso mesmo que eu quero: participar do Corpo (Sangue) do Senhor. É um “Amém” pessoal, livre, consciente e agradecido.

Santo Ambrósio, em seu escrito sobre os Sacramentos diz: “Não é sem razão, que tu dizes Amém, reconhecendo em teu espírito que recebes o Corpo de Cristo. Quando te apresentares, o padre diz: ‘Corpo de Cristo’ e tu dizes: ‘Amém’, quer dizer, é verdade. Que a convicção profunda guarde o que confessas com a boca”.

Trata-se também de um compromisso de viver em conformidade com a realidade à qual damos nossa adesão.

A importância deste “Amém”, já aparece a partir do século II, segundo os testemunhos dos Santos Padres: Tertuliano, S. Ambrósio, São Jerônimo...

Na celebração eucarística existem vários “Amém”. Porém existem dois que são os mais significativos. O “Amém” que encerra a Oração Eucarística, e o “Amém” que se pronuncia quando se recebe a Eucaristia, antes da comunhão.

A diferença entre eles é que o primeiro é de toda a assembléia, enquanto que o segundo é individual, de cada fiel. A coincidência é que o fiel que disse o “Amém” no momento de comungar, disse também o “Amém” com os demais, na conclusão da Oração Eucarística. Conclusão: estes dois “Amém” são duas atitudes dos fiéis na profissão de fé na Igreja e na participação da Eucaristia. Os dois são importantes, necessários para a profissão de fé e uma participação completa. O primeiro nós cantamos, o segundo recitamos em voz baixa, porém suficiente para que se ouça.

 

Até mais...

 

Pe. Ocimar Francatto

 

Conheça o Bispo
HOME
 
DIOCESE
Conselhos e Comissões
Centro Diocesano de Limeira (CDL)
 
CLERO
 
SERVIÇOS
Secretariado de Pastoral
Rádios
Links Uteis
+ Economato
 
 
CNBB
 
STA SÉ / VATICANO
 
CONTATO
© 2016 Todos os direitos reservados
Diocese de Limeira