HOME DIOCESE CLERO SERVIÇOS DOWNLOADS CNBB STA SÉ / VATICANO CONTATO
(19) 3441-5329 | contato@diocesedelimeira.org.br     

Santa Sé na ONU: discriminação racial é absolutamente intolerável

Arcebispo Ivan Jurkovič, observador permanente da Santa Sé na ONU 

 

“Não é possível fechar os olhos diante do racismo ou exclusão social e, ao mesmo tempo, defender a sacralidade da vida humana". Na ONU, a Santa Sé reitera que a discriminação racial em todas as suas formas é absolutamente intolerável

 

Por ocasião da 43ª Sessão do Conselho para os Direitos Humanos de Genebra, o Observador Permanente da Santa Sé, o arcebispo Ivan Jurkovič, fez um discurso apelando a todos os Governos a “reconhecer, defender e promover os direitos humanos fundamentais de cada pessoa”. O debate urgente convocado em Genebra tinha como tema: atuais violações dos direitos humanos de inspiração racial, racismo sistêmico, brutalidade da polícia e violência contra as manifestações pacíficas”. Portanto, com força, a Santa Sé reitera que a discriminação racial em todas as suas formas é absolutamente intolerável.

Não tolerar o racismo e a exclusão social

De fato, "todos os membros da família humana, feitos à imagem e semelhança de Deus", observou o arcebispo, são "iguais em sua dignidade intrínseca, independentemente de raça, nação, sexo, origem, cultura ou religião" a que pertencem.

Citando as palavras do Papa Francisco, Jurkovič lembrou que "não é possível tolerar ou fechar os olhos diante de qualquer tipo de racismo ou qualquer forma de exclusão social e, ao mesmo tempo, defender a sacralidade da vida humana".

Ninguém está autorizado a pisar na dignidade do outro

Chegou a hora - foi o alerta - de pôr fim aos preconceitos e desconfianças recíprocas que estão na raiz da "discriminação, racismo e xenofobia". "Ninguém - acrescentou o Observador Permanente da Santa Sé - deve sentir-se isolado, e ninguém está autorizado a pisar na dignidade e nos direitos dos outros". "Pisar a dignidade inviolável dos outros é, na verdade, pisar a própria dignidade".

Repetindo o que Francisco disse na Audiência Geral de 3 de junho, Jurkovič advertiu: "a violência é autodestrutiva e autolesiva". Nada se ganha com a violência e muito se perde".

FONTE | Vatican New

Conheça o Bispo
HOME
 
DIOCESE
Conselhos e Comissões
Centro Diocesano de Limeira (CDL)
 
CLERO
 
SERVIÇOS
Secretariado de Pastoral
Rádios
Links Uteis
+ Economato
 
 
CNBB
 
STA SÉ / VATICANO
 
CONTATO
© 2016 Todos os direitos reservados
Diocese de Limeira