HOME DIOCESE CLERO SERVIÇOS DOWNLOADS CNBB STA SÉ / VATICANO CONTATO
(19) 3441-5329 | contato@diocesedelimeira.org.br     

O MUSEU ECLESIÁSTICO DA DIOCESE DE LIMEIRA – MEC

 

  • O projeto do Museu Eclesiástico da Diocese de Limeira –Mec vem sendo gestado desde o ano de 2016, quando a Diocese de Limeira completou seus 40 anos.
  • Frente à necessidade de
  • Todo este processo tem à frente a Comissão Diocesana de Bens Culturais Eclesiásticos, cujo responsável é o Padre João Delmiglio (Paróquia São Cristóvão, Limeira)
  • Como primeira iniciativa para o cuidado do rico patrimônio cultural da Diocese, optou-se pela realização de um amplo inventário, ainda em curso e levado à cabo por leigos atuantes nas paróquias – realizado com a premissa de saber o que temos, onde temos e qual a situação em que se encontra.
  • A partir de oficinas que são periodicamente realizadas, os leigos são capazes de levantar os itens materiais que ajudam a recontar a história e marcam a identidade de suas paróquias e comunidades. Além disso, ao centrar nos leigos, propõe-se a ideia de que o inventário é uma prática continuada.
  • O inventário
  • Dentro do escopo do trabalho de inventário que vem sendo realizado, uma parte importante é o lançamento das informações recolhidas em um sistema digital que busca cruzar os dados levantados, dando a conhecer a rica diversidade de itens existentes nos âmbitos paroquiais. O sistema de Bens Culturais Eclesiásticos da Diocese de Limeira, construído a partir de uma plataforma online gratuita e open source pelo setor de Tecnologia da Informação da Diocese de Limeira, fornece uma série de ferramentas extremamente úteis para a difusão, o conhecimento e a gestão do patrimônio diocesano, trazendo informações credíveis sobre os acervos. O acesso é feito pelo site da Diocese de Limeira ou pelo link http://bensculturais.diocesedelimeira.org.br/
  • Contudo, a Diocese de Limeira resolveu ir além, ao tomar que os bens culturais eclesiásticos devem ser também estudados a fundo, estudados, preservados, sempre à serviço da função pastoral e evangelizadora.
  • Para isso, cria-se o Museu Eclesiástico da Diocese de Limeira –MEc. O MEc, pautado nas diretrizes da Igreja e do Ibram (Instituto Brasileiro de Museus), tem fins culturais e religiosos, tendo por objetivo social a promoção da dignidade da pessoa humana por meio dos Bens Culturais da Igreja, a serviço da evangelização, da pastoral, da cultura e do desenvolvimento sustentável da sociedade.
  • Este museu tem uma diferença do senso comum já que não tem uma sede única, mas se configura como uma instituição gestora, estabelecendo-se por meio de vários núcleos museológicos espalhados pelo território diocesano.
  • Tal escolha se dá uma vez que ao entender que a identidade da Diocese de Limeira é formada pela soma das identidades de cada comunidade e paróquia, faz-se legítimo que os bens culturais sejam passíveis de fruição nos próprios locais para os quais eles foram pensados, adquiridos, expostos.
  • A ideia é que, com o tempo, cada paróquia tenha seu próprio espaço de memória, um local onde as referências culturais (que são dinâmicas) possam ser sempre preservadas pela própria comunidade que a cria e modela ao longo do tempo. Busca-se, assim, preservar a história da comunidade católica daquele local, isto é, como um grupo de pessoas ao longo do tempo se relacionou com dada forma de culto e produziu aparatos para isso.
  • O MEc, assim, será a instituição que vai manter esta rede de núcleos museológicos fornecendo mecanismos e incentivando as práticas de registro, catalogação, preservação e conservação, guarda, exposição e pesquisa dos acervos. Além disso, poderá realizar projetos com vistas à auxiliar financeiramente na manutenção destes espaços/acervos cuja visitação será sempre pública.
  • Um primeiro espaço já foi aberto e com a criação oficial do MEc no sábado, passará a compor a rede museológica diocesana. É o Núcleo Museológico Leme, localizado na Igreja Matriz de São Manoel, onde estão expostos objetos sacros, sobretudo de imaginária e alfaias, importantes para a narração da história da paróquia que completará 120 anos em 2018.
  • Em novembro próximo, será aberto o Núcleo Museológico Boa Morte, na Igreja de Nossa Senhora da Boa Morte e Assunção de Limeira.

 

O LOGOTIPO DO MUSEU ECLESIÁSTICO DA DIOCESE DE LIMEIRA

O logotipo do museu apresenta a imagem da Padroeira da Diocese de Limeira, Nossa Senhora das Dores, apresentando logo abaixo sua sigla (MEc), acompanhado de seu nome completo, MUSEU ECLESIÁSTICO DA DIOCESE DE LIMEIRA.

A imagem de Nossa Senhora das Dores, inspirado no vitral instalado na porta principal da Catedral diocesana de Limeira, demonstra a sintonia do museu com a igreja e seu bispo. A representação de Maria evoca a benção da padroeira para os trabalhos do museu e a utilização da imagem do vitral, elemento há séculos presentes em nossas igrejas, lembra a importância que os símbolos, imagens e todos os objetos de manifestação de nossa fé possuem na cultura religiosa católica.

Para a sigla e nome do museu foi utilizada uma tipografia serifada, em alusão à escrita romana, demonstrando a comunhão que o museu tem com a Santa Sé e ao Bispo de Roma. O uso da cor roxa nos caracteres “Ec” da sigla MEc e na palavra “ECLESIÁSTICO” remetem ao manto de Nossa Senhora das Dores.

O logotipo foi concebido pelo aluno de Arquitetura e Urbanismo das Faculdades Integradas Einstein de Limeira, Danilo Rafael Dias.

Conheça o Bispo
HOME
 
DIOCESE
Conselhos e Comissões
Centro Diocesano de Limeira (CDL)
Bens Culturais
 
CLERO
 
SERVIÇOS
Secretariado de Pastoral
Rádios
Links Uteis
+ Economato
 
 
CNBB
 
STA SÉ / VATICANO
 
CONTATO
© 2016 Todos os direitos reservados
Diocese de Limeira