HOME DIOCESE CLERO SERVIÇOS DOWNLOADS CNBB STA SÉ / VATICANO CONTATO
(19) 3441-5329 | contato@diocesedelimeira.org.br     

Dom Vilson preside missa com a presença de Comunicadores na Rede Vida de Televisão

Na noite desta quarta-feira, 4 de julho, Dom Vilson Dias de Oliveira, DC, bispo diocesano de Limeira, presidiu missa na Rede Vida de Televisão.

A celebração contou com a participação de membros da Pastoral de Comunicação (PASCOM) do Estado de São Paulo. Vale lembrar que Dom Vilson também responde como bispo referencial da PASCOM no Regional Sul 1 da CNBB.

Da diocese de Limeira também esteve na celebração o recém ordenado diácno Diego Rodrigo dos Santos.

A missa da Rede Vida de Televisão é transmitida diariamente, às 19h, para todo Brasil,sempre com padre ou bispo convidado para cada celebração.

Leia na íntegra a Homilia de Dom Vilson.

 

Leituras: Am 5,12-15.21-24 / Sl 49 (50) / Mt 8, 28-34

A Comissão de Pastoral da Comunicação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) está mobilizando os comunicadores católicos para o 6º Encontro Nacional da PASCOM, que acontecerá de 19 a 22 de julho em Aparecida/SP. Inscrições pelo site: www.cnbb.org.br - procurando o link do encontro nacional da PASCOM.

Com o tema “Comunicação e Igreja”, o evento terá quatro conferências e cinco seminários promovendo a integração e partilha de experiências de estudiosos do setor de comunicação, bispos, padres, religiosos e os leigos agentes da PASCOM de todo o Brasil. Na programação acontecem também painéis, lançamentos de livros, noite cultural, celebrações eucarísticas e a cerimônia de entrega dos Prêmios de Comunicação da CNBB.

O nosso Regional Sul 1 da CNBB, promove também o 23º Encontro Estadual de Comunicação que acontecerá de 16 a 18 de novembro em São Paulo. Com o tema “Cristãos leigos e leigas: comunicadores da verdade”. Inscrições pelo site: www.cnbbsul1.org.br

A liturgia dessa quarta-feira da 13ª semana do Tempo Comum nos convida a refletir sobre a prática da nossa fé e a busca pelo bem, inspirados pelo testemunho de Santa Isabel Rainha de Portugal, mulher de oração, de caridade e de reconciliação, que amava a Eucaristia e os pobres.

A tendência para separar o culto da vida é muito frequente. Na primeira leitura, Amós denúncia o culto meramente exterior, sem coerência de vida. O culto que Deus exige de nós é uma vida em consonância com a sua vontade, com a sua justiça, com a sua generosidade.

Também o culto cristão não se pode limitar “a assistir” simplesmente à Eucaristia. O cristão é chamado a participar na celebração da Eucaristia acolhendo o dinamismo posto em ação por Jesus na Última Ceia: «Ele, que amara os seus que estavam no mundo, levou o seu amor por eles até ao extremo» (Jo 13, 1).

A Eucaristia encerra um extraordinário dinamismo de amor. Não faz sentido ir à missa sem se deixar envolver por esse dinamismo, sem, como Jesus, nos colocarmos generosa e humildemente ao serviço dos outros. Celebrar a Eucaristia é colocar-se ao serviço de Deus, para que Ele nos envie ao serviço dos irmãos. Não se trata de imolar animais, como nos sacrifícios que Amós criticava, mas de se imolar a si mesmo ao serviço de Deus e ao serviço do próximo.

Mais uma vez, São Mateus retoma uma história do Evangelho de Marcos, contando-a de modo mais sintético. Em suma, o poder de Jesus só se revela no mistério insondável da cruz. Expulsar o demônio do ser humano e colocá-lo na manada de porcos (animais tidos como impuros) significa colocar o mal na categoria de impurezas, como de fato ele é.

Significa bani-lo da vida humana de modo que não oprima mais as pessoas. Nesse relato simbólico se resume o combate, justamente, aos males que oprimiam o povo daquela região. Porém, não basta combater ou eliminar os males que atingem as pessoas. É preciso prepará-las para acolher o Reino de Deus.

O endemoniado sabe da origem, do poder e da ação de Jesus. Sabe e conhece os relatos das curas que Cristo realizava, por isso O pergunta: Filho de Deus, o que o Senhor quer de nós? O Senhor veio aqui para nos castigar antes do tempo? Se o Senhor vai nos expulsar, nos mande entrar naqueles porcos!

Em duas palavras: Pois vão! Jesus responde e Suas palavras produzem efeito. O homem fica curado. Jesus ao curá-lo devolve o direito de convívio com a comunidade, realizando assim a chegada do Reino também para quem não acreditava.

Assim, se entende que a salvação não é somente para um povo ou uma religião, é para todos. Quanto aos prejuízos causados pela morte dos porcos devido a expulsão dos demônios, quero crer que foi por misericórdia para com os donos desses animais, que Jesus permitirá lhes sobreviesse o prejuízo.

É que eles se achavam absorvidos em coisas terrestres, e não se importavam com os grandes interesses da vida espiritual. Cristo desejava quebrar o encanto da indiferença egoísta, a fim de lhe poderem aceitar a graça que redime e salva proporcionando-lhes a vida eterna.

E a atitude dos moradores ao expulsarem Jesus da sua região, foi uma recusa total da salvação trazida por Ele. Oxalá, reconhecendo o poder de Jesus, o projeto de vida eterna, na pessoa de Jesus entre nós, cantemos a Deus um hino de louvor e de ação de graças!

Gritarmos, como aqueles dois homens o que o Senhor quer de nós? Só que sem desespero, porque Ele não veio para nos perder, mas para nos ganhar eternamente. Seu projeto é de vida eterna.

Pai coloca-nos bem junto de teu Filho Jesus, para que as forças do mal não prevaleçam contra nós nem nos mantenham prisioneiro de seu poder opressor.

Num outro viés podemos dizer que admiramos a fé, a coragem e a extrema coerência do Papa Francisco que anuncia o Reino de Deus e que faz da sua vida uma eucaristia, um culto espiritual agradável a Deus, e ao serviço da humanidade.

Mas também nos alegramos com tantos cristãos que, fascinados pela Eucaristia, vivem uma completa e sincera doação a Deus, no serviço às missões e aos mais necessitados.

Numerosos cristãos leigos leigas, batizados e missionários, cooperaram e ainda cooperam para o progresso de povos inteiros, não só como fundadores de escolas, hospitais, obras sociais, ensinando artes e cultura, mas também dando Cristo como verdade, como amor, como perdão, anunciando o Evangelho não só em palavras, mas em ação concreta.

É a civilização do amor, alimentada pela eucaristia que, centrada na liturgia e realmente vivida, transforma o ser humano a partir de dentro, impelido pelo sopro de vida que provém de Cristo.

Rogamos a Deus pela vida de todos os cristãos leigos e leigas de nossa Igreja para que sejam sal e luz do mundo. Rezamos também pelos comunicadores da PASCO do nosso Regional e do Brasil para que estejam sempre a serviço do Evangelho de Cristo.

E por fim, agradecemos nessa Eucaristia a vida de nossa Diocese de Limeira, por todo o clero, de modo especial, pelos 6 novos diáconos transitórios que foram ordenados no último domingo na Basílica Santuário de Santo Antônio de Pádua em Americana, e por todo o Povo de Deus para que sob a poderosa intercessão de Nossa Senhora das Dores, nossa padroeira, continuem construindo o Reino de Deus, amando a nossa Igreja e buscando sempre mais a unidade e a comunhão.

 

Dom Vilson Dias de Oliveira, DC
Bispo Referencial da Pascom – CNBB/SUL1

 

Assessoria de Imprensa
Diocese de Limeira

 

 

Conheça o Bispo
HOME
 
DIOCESE
Conselhos e Comissões
Centro Diocesano de Limeira (CDL)
Bens Culturais
 
CLERO
 
SERVIÇOS
Secretariado de Pastoral
Rádios
Links Uteis
+ Economato
 
 
CNBB
 
STA SÉ / VATICANO
 
CONTATO
© 2016 Todos os direitos reservados
Diocese de Limeira