Fiéis celebram dia de Corpus Christi com missas e procissões na Diocese de Limeira
Publicado em: 16/06/2022


Assessoria de Imprensa - Diocese de Limeira


A celebração de Corpus Christi reuniu milhares de fiéis nas paróquias das 16 cidades da diocese de Limeira, na manhã desta quinta-feira (16/06).

A data celebrada pela Igreja Católica teve a participação de vários voluntários, em diferentes paróquias, que confeccionaram os tradicionais tapetes de Corpus Christi utilizando materiais como areia, serragem, borra de café, farinha, folhas e flores.

Algumas paróquias confeccionam tapetes solidários, com alimentos, roupas e fraldas doados pelos fiéis. As doações serão encaminhadas às famílias necessitadas cadastradas nas paróquias e comunidades.

Dom José Roberto Fortes Palau, bispo diocesano de Limeira, presidiu a missa de Corpus de Christi, concelebrada pelo padre Benedito Tadeu Rosa, na catedral Nossa Senhora das Dores, em Limeira, e lembrou da importância deste dia para os católicos, “um dia de oração e de demonstração da fé católica em Cristo Eucarístico”.

Em frente a catedral, os jovens do EAC (Encontro de Adolescente com Cristo) confeccionaram o tapete de Corpus Christi, montado desde as primeiras horas da madrugada, por onde passou a procissão com o Santíssimo, acompanhada da Banda Arthur Giambelli.

Na chegada da procissão, realizada pelas ruas centrais da cidade, Dom José, na porta da catedral, deu uma benção com o Santíssimo à cidade de Limeira. Logo após, dentro da catedral, todos os presentes tiveram um momento de oração e adoração, recebendo a benção final.

A Solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo é uma celebração que tem raízes profundas na piedade do povo cristão. Surgiu como resultado da devoção eucarística, iniciada na França e na Bélgica, e que, do século XII em diante, se desenvolveu, acentuando particularmente a presença real de Cristo no sacramento e, portanto, sua adoração, devendo ser celebrada na quinta-feira após a festa da Santíssima Trindade, a qual acontece no domingo depois de Pentecostes.

A confecção do tapete para a solenidade de Corpus Christi é uma tradição iniciada, segundo historiadores, em Portugal e difundida no Brasil por seus colonizadores. Consiste na elaboração de cenas e representações bíblicas e da fé católica com uso de materiais como serragem, sal, borra de café, areia e outros mais.

Seu sentido é de honrar a devoção à Santíssima Eucaristia, homenageando Nosso Senhor Jesus Cristo. O primeiro a passar sobre o tapete é o bispo ou padre que leva Jesus Eucarístico e somente depois outras pessoas podem pisar.

 

Marco Antônio Erbeta - Assessoria de Imprensa - Diocese de Limeira